Depós sonho

Um lapso de sonho
Um pedaço de perfume
Que invadiu as narinas
E uma recordação nasceu.

Atordoado, meio assim...
A procurar pelo cheiro
Pelo gosto do beijo
Da boca de pequenina flor.

Meus olhos semi abertos
Face de sonho e sono
Tateando o vácuo da manhã
A buscar tua presença.

Meio assim... Atordoado
Enfurecido e inconformado
Restou-me o celular
E a sua voz escutar

Acalmando-me os nervos!

Teamolinda!

3 comentários:

bricce disse...

Amor da minha vida eu tambem te amo imensamente!!

Felipe disse...

Grande Isac... Meu poeta favorito!!!

Gostei demais dessa poesia kara!!!
Me senti fazendo parte dela!

Irmão sou teu fã!

Continue escrevendo... vc tá inspirado né??? Abraço!

Isac disse...

RSRSRS

Estou sim!! Muito inspirado! Abraço irmão!

Postar um comentário